Atualidade:  Futebol SAD  |  Formação  |  Futsal  |  Basquetebol  |  Veteranos Facebook Contatos
       
 
CRÓNICA: U. TOMAR 2 - PORTIMONENSE 1(13-09-1971)
segunda, 28 de outubro de 2013
DEBUG

II Divisão - 1970/71, 1ª Jornada (13-09-1971) - U Tomar 2 X Portimonense 1

 

“À EXIBIÇÃO NABANTINA FALTARAM MAIS GOLOS”

Estádio Municipal de Tomar

Árbitro – Henrique Silva, de Lisboa

U. TOMAR – Nascimento; Raul, João Carlos, Faustino e Barnabé; Manuel José e Cardoso; Pavão, Tito, Alberto (45m – Luís Carlos) e Fernando (45m – Cravo)

 

 

PORTIMONENSE – Dionísio; Cabrita, Miranda, Hélio e António Luís; Ramos (45m – Mateus) e Afonso; José António (45m – Marinho), Évora, Lecas e Pacheco

 

 

0-1 – Pacheco – 43m
1-1 – Barnabé – 48m
2-1 – Tito – 53m

Cartão vermelho – Manuel José (72m)

«Na segunda parte, no União de Tomar, entraram Luís Carlos e Cravo para os lugares de Alberto e Fernando, enquanto que o Portimonense fez alinhar Mateus e Marinho nas posições de Ramos e José António.

Ao intervalo, 0-1. Marcadores: Pacheco, pelo Portimonense, aos 43 minutos, e Barnabé, aos 48 e Tito, aos 53, pelo União de Tomar.

Aos 27 minutos da segunda parte, Manuel José, do União, foi expulso, por agressão a um adversário.

Apoiado pelo seu público, cedo os tomarenses se instalaram no meio-campo adversário, dominando este em todos os capítulos do jogo. Como a avalancha unionista foi tão entusiástica, os portimonenses deixaram apenas Lecas e Pacheco à frente, mantendo um sistema defensivo difícil de passar.

Bem se fartou o União de jogar, quer em bolas pelo chão, quer pelo ar, mas a verdade é que, umas vezes por infelicidade, outras porque a isso se opunham com êxito os defesas de Portimão, os nabantinos não acertavam com o alvo.

Para o espectador atento e entusiasta, não há dúvida de que faltou apenas um golo para que o espectáculo tivesse grande nível e, vamos lá, em justificação não só do domínio tomarense, mas também como consequência lógica de um futebol muito mais variado e ofensivo.

Os portimonenses limitaram-se a defender e desde já se deve dizer que não o fizeram atabalhoadamente. Foram sempre uma equipa consciente e que, reconhecendo a superioridade do adversário, procuraram reter a bola o maior tempo possível, através de passes miúdinhos, com um ou outro pontapé para os «pontas-de-lança» tentarem a «chance». Foi precisamente num destes lances, com a defesa dos locais parada, que Pacheco conseguiu colocar a sua equipa em vencedora. Era, sem dúvida, injusto para os tomarenses. Todavia, talvez que este golo os tivesse feito espevitar, pois na segunda parte, foi evidente a maior velocidade e variedade do futebol até então produzido.

Dois golos apareceram com relativa facilidade, e se mais não se marcaram, isso se fica a dever aos imponderáveis do jogo. A superioridade do União foi tal que, após a expulsão de Manuel José, justa, a sua inferioridade numérica não se notou, estando sempre mais à vista o terceiro golo tomarense do que o golo do empate.

Não nos detemos muito na apreciação das equipas, pois tratou-se do primeiro jogo do campeonato. Todavia, o União pareceu-nos que, a manter este ritmo, tem poucos adversários que lhe batam o pé. A equipa actuou como um bloco e apenas Cardoso merece uma ligeira citação, mais pelo que lutou do que pelo jogou.

No Portimonense, Dionísio, Miranda e Hélio foram os melhores.

Arbitragem de nível razoável.»

(“A Bola”, 14.09.1970 – Crónica de Nélson Costa)


Fonte: http://uniaotomar.wordpress.com



Noticia vista 1500 vezes


Estes Arquivos, são um projecto de Lúcio Sacristão, que desde o inicio do site oficial do clube em 2009, procura reunir neste espaço todos os resultados, factos e imagens que digam respeito à história do Portimonense.

Este contributo pessoal para perpetuar a história deste clube centenário pode apresentar algumas lacunas ou erros devido à falta de dados oficiais que comprovem os resultados ou os artigos escritos e publicados pelo autor, pelo que o Clube/SAD são isentos de responsabilidade dos conteúdos, uma vez que a elaboração dos mesmos muitas vezes apenas são possíveis graças à colaboração de pessoas que contribuem com as suas memórias e fotos/imagens ou à consulta de sites e publicações externas.

O conteúdo das várias publicações nesta secção, visam apenas um teor lúdico e de entretenimento, não sendo de modo algum vinculativas e estão em constante atualização, sendo a vossa ajuda sempre muito bem vinda, seja qual for o assunto ou modalidade deste grande clube que já leva mais de 100 anos de existência.

BIBLIOGRAFIA/WEBGRAFIA/FONTES: 1914/2003 - 89 Anos de História do PSC de Armando Alves, zerozero.pt,
ARQUIVO C.F.E.L (www.lacobrigolagos.blogspot.com), Antigas Glórias do Futebol Algarvio e Alentejano (www.algarvalentejo.blogspot.com), História dos Campeonatos de Futebol em Portugal de Giusepe Giorgio, foradejogo.net, www.futebol365.net, ligaportugal.pt, www.arquivista.wordpress.com, Costumes e Tradições de Portimão (facebook), Cromos da bola da minha infância (facebook) de Jorge Manuel Soares e o sempre prestável e especialista nestes assuntos, o Miguel Luis.


Opcionalmente, se tiver uma conta Google, pode deixar aqui o seu comentário.

  
 
Produzido por Lúcio Sacristão para o Portimonense Sporting Clube e Portimonense Futebol SAD - 2016 @ Todos os direitos reservados